A paixão pela camisa não precisa pesar tanto no bolso! Vamos te ajudar a fazer as contas para ver se vale a pena ser sócio-torcedor do seu clube.

Apoiar o seu time do coração se tornando sócio-torcedor é uma decisão que envolve muitos aspectos, entre eles, a própria paixão pela camisa, a ida frequente a estádios de futebol e, não se pode deixar de considerar também, o gasto que é feito com tudo isso.

Ter grana pra acompanhar os jogos de futebol no Brasil é uma realidade cada vez mais distante dos torcedores. Muitos fãs têm pouco dinheiro sobrando para adquirir um ingresso do seu time favorito. Graças aos novos e modernos estádios os preços foram às alturas criando assim uma espécie de elitização no futebol.

Para quem não possui o benefício da meia-entrada, a única saída para os ingressos ficarem mais acessíveis é virar um sócio-torcedor do seu time, o que implica em pagamento de uma mensalidade ou anuidade. Mas, será que vale a pena?

Para os clubes é claaaaaro que o negócio é vantajoso, afinal, é uma forma de garantir uma renda fixa anual, mesmo com estádios vazios. Agarrados a isso, eles investem em estratégias para “fidelizar o cliente”, aumentando a porcentagem de desconto para os sócios mais assíduos.

Para o torcedor que não vai em muitos jogos não vale a pena mesmo. Muitas vezes, o único benefício é a exclusividade e a prioridade na compra do ingresso, mas é muito pouco para justificar a adesão. Para incentivar a adesão dos torcedores, a maioria dos programas oferece também benefícios e descontos em produtos.

Como funcionam os programas de sócios-torcedores?

As regras variam de clube para clube. No geral, você paga uma anuidade X ou uma mensalidade e passa a ter o direito de comprar ingressos para as partidas antecipadamente e com descontos, que variam de 20% a até 75%. A maioria dá isenção na entrada.

Geralmente, é possível se tornar sócio pela internet e fazer os pagamentos via cartão de crédito/débito ou boleto.

Para aumentar o número de contribuintes, muitos times têm oferecido vantagens extras a seus sócios-torcedores, por exemplo, tardes de autógrafos com os jogadores, possibilidade de bater bola com eles ou assistir alguns jogos na beira do campo, convite para lançamento de uniformes e até descontos em produtos. Maravilhoso né?

Antes de se associar, pense em alguns pontos cruciais para essa decisão:

Frequência

Com que frequência você costuma ir ao estádio?

Para ver se compensa, financeiramente falando, ser sócio-torcedor do seu time, é preciso analisar a frequência mensal que você costuma ir ao estádio. Afinal, muitas vezes, o único benefício da sociedade é mesmo a prioridade na compra de ingresso ou um desconto por partida, o que nem sempre compensa o valor da mensalidade ou anuidade paga pelo sócio-torcedor.

Se você vai pelo menos duas vezes ao mês, pode compensar se tornar um sócio-torcedor. Isso é, se você já vai ao estádio duas vezes ou mais ver seu time jogar e já iria ter esse custo de qualquer forma, participar de um programa de sócio-torcedor pode ajudar a reduzir um pouco seus gastos.

Se você vai uma vez ao mês, ser sócio-torcedor pode acabar não sendo uma decisão muito em conta. Se o seu foco é economizar e você não é um frequentador assíduo do estádio, é melhor poupar o dinheiro da mensalidade paga pela sociedade e comprar o ingresso avulso quando desejar ir. Fique de olho nas redes sociais do clube, alerte-se para promoções e, quando for comprar ingressos, tente ter antecedência para conseguir setores do estádio com preços menores.

Você faz questão de ir ao estádio?

É claro que a emoção de assistir um jogo de futebol ao vivo é incomparável. Mas se você não faz tanta questão de ver seu time assim ao vivo com frequência, assistir ao jogo pela TV e pela Internet podem ser opções mais em conta do que se associar ao clube.

Chame a galera e vá a um barzinho ou em assista os jogos em casa mesmo

Se a ideia é não gastar muita grana, ver os jogos em casa pode ser uma das melhores opções, sem contar a diversão e liberdade. É claro que nem todos os jogos são transmitidos pela televisão aberta. Mas nesse caso, existem diversos bares e pubs que realizam a transmissão de jogos e podem ser também boas alternativas. Reunindo amigos e parentes, essas ideias podem ficar ainda mais divertidas.

 Assista online

Se você tem um bom plano internet e não se importa de assistir aos jogos em casa, há vários sites de emissoras de TV que transmitem jogos de futebol online ao vivo.

Divida o pay-per-view com um parente ou amigo

Quase todo mundo faz isso com a Netflix mesmo. Para os jogos que não são transmitidos pela TV aberta, caso você tenha TV a cabo, há a opção do PPV. É possível pagar para ver apenas um jogo ou fazer um pacote mensal com a liberação de visualização de todos os jogos.

Você não gasta com ingressos, transporte, bebida e alimentação

Acho que essa é a maior vantagem da lista. Afinal, o custo de ir ao estádio assistir ao jogo não é só comprar o ingresso. Temos o transporte, comes e bebes, que, aliás, costumam ser mais caros dentro dos estádios.

Caso você já virou sócio-torcedor, temos dicas para economizar também!

Coma em casa

Mesmo sendo sócio-torcedor e tendo desconto na compra de ingressos, normalmente, quando se vai ao estádio, ainda é preciso arcar com custos extras, como lanches e bebidas. Então, se quiser economizar, alimentar-se antes de sair de casa pode ser uma das alternativas.

Considere ir de transporte público

Opte pelo transporte público ou pela carona solidária. Assim você economiza em gasolina, estacionamento e ainda volta em segurança se decidir tomar uma cerveja.

Divida a anuidade com um parente ou amigo

Não é porque você virou sócio-torcedor que precisa ir a todos os jogos como forma de compensar sua carteirinha. Se você já é sócio, mas não faz questão ou não pode acompanhar todas as partidas, chame um amigo para dividir a anuidade para que também possam aproveitar os descontos nos ingressos.

Anote todos os seus gastos

Gastos com mensalidades do clube e ingressos são relativamente fáceis de controlar pois são poucos itens. Mas, se for juntar todos os demais gastos envolvidos nas idas ao estádio e até em possíveis viagens para acompanhar seu time, se você não fizer um bom acompanhamento, pode acabar perdendo o controle das contas e perder a noção do quanto você investe e quanto ainda pode investir. Faça uma planilha no Excel e não se esqueça de ir a consultando à medida dos jogos.

Bom, quem aí já se decidiu? Conta aí pra gente nos comentários!

Fontes:

https://www.sky.com.br/socio-torcedor?gclid=CJ7tjOi8pdYCFREFkQodi34PRw

http://www.torcedordevantagens.com.br/v1/index.php

http://globoesporte.globo.com/mg/torcedor-cruzeiro/platb/2014/01/30/a-melhor-opcao-e-ser-socio/

Driblando curto com Cleiton: SÓCIO TORCEDOR – ENFIM, VALE A PENA SER SÓCIO?

http://torcedores.uol.com.br/noticias/2015/01/opiniao-descontos-fazem-plano-de-socio-torcedor-valer-muito-pena

https://educandoseubolso.blog.br/2014/06/10/vale-a-pena-ser-socio-torcedor/