O Mercado de fantasy games vem crescendo cada vez mais no Brasil. Trazendo paixão pelo esporte junto a habilidade, esse gênero de jogo vem conquistando seu espaço em terras tupiniquins.

Os jogos de fantasy já estão no mercado estadunidense há muito tempo. No cenário brasileiro o jogo têm conquistado um grande número usuários. Com várias modalidades esportivas para jogar, o carro chefe do Brasil é o futebol (não poderia ser diferente).

Dessa forma o formato de jogo, que ainda conta com diferentes modelos de jogabilidade, conseguiu unir dois fatores de grande frenesi: a paixão pelo futebol e a oportunidade de não apenas assistir as partidas, mas fazer parte delas.

Ascensão dos Esporte Fantasy

Um computador em cima da mesa e uma pessoa manuseando, mostrando apenas uma mão

Nos Estados Unidos, país que deu origem ao gênero, os primeiros registros fantasy games foram datados no final da década de 1950. De lá pra cá bastante se evoluiu na forma de jogar, sobretudo depois da internet. Para conhecer mais sobre a origem dos fantasy games, confira nosso post.

Possuindo uma grande diversidade entre as categorias esportivas disponíveis para se jogar, com aproximadamente 50 milhões de jogadores, dentre os quais 65% optam por jogar o futebol americano, nos dias atuais, os EUA é o país que possui a maior indústria de fantasy games no mundo.

Por mais que a categoria venha ganhando força no Brasil, ainda estamos longe dos números do Tio Sam. O Cartola F.C., a primeira liga de esporte fantasy brasileira teve seu início em 2005, bem mais recente que no final dos anos 50.

Segundo a empresa Technavio, que realizou uma pesquisa no início de 2016 a respeito do crescimento do esporte fantasy aqui, existe uma projeção que até 2020 o mercado tem um potencial para atingir uma valor igual ou superior ao de U$1,5 bilhão, com um crescimento de 20% ao ano.

Tal desenvolvimento pode ser associado ao aumento do número de usuários de smartphones, já que assim o usuário pode rapidamente e de maneira mais fácil acessar a internet. A chegada da internet de alta velocidade e uma maior facilidade de acessá-la é outro motivo pelo qual houve esse desenvolvimento.

Outro ponto importante é o intenso investimento na indústria em marketing. Para saber mais a respeito da indústria de marketing esportivo, se liga na matéria que temos a respeito do assunto.

Gráfico do crescimento do mercado de fantasy no Brasil. Em 2015 600, 2016 800, 2017 900, 2018 1200, 2019 1400, 2020 1600
Gráfico mostrando o crescimento dos usuários de smartphones no Brasil. Em 2012 20, 2013 25, 2014 41, 2015 50, 2016 55, 2017 65, 2018 73, 2019 78.

*Números em milhões. Dados dos gráficos obtidos pela pesquisa da Technavio

Após a Copa do Mundo de 2014, os jogos ganharam uma popularidade ainda maior. O amor pelo futebol trouxe vários jogadores, que se cadastravam em jogos de fantasy específicos da Copa e assim conheciam o maravilhoso mundo do esporte fantasy.

Os jogos de fantasy também ganharam grande popularidade na Europa. A recuperação da crise da zona do euro em 2012 aumentou o consumo e incentivou uma grande quantidade de usuários a jogarem o modelo.

Assim como no Brasil, os Estados europeus possuem uma grande familiaridade com o futebol, porém nos últimos anos a modalidade também vem compartilhando usuários com outros segmentos, como críquete, rugby e corridas automobilísticas.

O boom da indústria no Brasil

Bandeira do Brasil colocada sobe uma superfície.

Por mais que existam outras modalidades esportivas que são jogadas como fantasy no Brasil, como o basquete e basebol, no país pentacampeão mundial de futebol o segmento mais famoso de fantasy não poderia ser outro senão o futebol.

Em um mundo cada vez mais integrado e globalizado pelo advento da internet, a forma de jogo trouxe ao torcedor uma maneira diferente de “consumir” futebol, dando a possibilidade de participar dos jogos e acompanhar o desempenho time do coração

Em 2005, como citado acima, foi criado o Cartola F.C., o primeiro jogo de fantasy do Brasil. Usando apenas o campeonato brasileiro série A como base para seus usuários, trouxe ao para cá o conceito.

Introduzido de forma gratuita, ganhou sua popularidade devido ao próprio campeonato nacional em que se baseia, que é transmitido pela rede aberta de televisão e tem uma cobertura gigante da imprensa. Além disso, ganhou grande visibilidade nas redes sociais, que contribuem para a disseminação do conteúdo.

O segmento a partir de então começou a conquistar os brasileiros, que hoje conta com cerca de 10 milhões de usuários. A expectativa é que o mercado cresça ainda mais, acrescentando extensões de produtos e serviços, isso junto as inovações tecnológicas que virão.

O mercado de esporte fantasy brasileiro também conta com companhias que desenvolvem softwares e plataformas online para a possibilidade de jogar no sistema multiplayer. Tais companhias ainda são novas no nicho e não possuem a mesma visibilidade que aquelas que já estão consolidadas, mas vem ganhando espaço e popularidade.

Com um mercado bastante competitivo, hoje existem várias formas de se jogar fantasy por aqui. Um grande número de provedores oferecem diferentes formas de jogabilidade.

Season Long X Daily Fantasy

Muito se é discutido no meio dos fantasy games a respeito de qual a melhor maneira de se jogar. O embate se dá a respeito do season long e do daily fantasy, que apresentam duas formas de jogabilidade.

No season long, por mais que em vários modelos você tenha que escalar seu time a cada rodada, o objetivo é o final da temporada, ou seja, seus pontos são somados de forma que você tenha um resultado final quando o campeonato terminar.

O daily fantasy trás um conceito diferente. O usuário joga por rodada, no final de cada partida é dada a pontuação final do jogador. Nesse tipo de jogo é possível competir mais vezes, pois, em muitos casos, as partidas não se limitam a apenas um campeonato, oferecendo aos jogadores um leque maior para montar suas estratégias.

Ambos formatos oferecem ao jogador a possibilidade de ser técnico do seu time de futebol, escalando sua equipe e competindo em rodadas ou campeonatos.

O formato adotado por nós, Sportmanager365, é o de daily fantasy. Nesse formato, a praticidade é o grande diferencial, com opções para ter um elenco mais diverso e mais rodadas para serem jogadas. As adaptações para mobile e desktop também garante ao usuário uma experiência futebolística completa

Atualmente, contamos com cinco campeonatos completos e três campeonatos parciais. Os campeonatos completos são: Brasileirão, Copa do Brasil, Sul-Americana, Libertadores e Campeonato Paulista.

Os campeonatos parciais são: Campeonato Mineiro, Campeonato Carioca e o Campeonato Gaúcho. Nesses campeonatos participam das rodadas apenas os jogos que tiverem os seguintes times: Atlético-MG, Cruzeiro, Botafogo, Flamengo, Fluminense, Vasco, Grêmio e Internacional.

Para ter uma melhor ideia de qual formato escolher para jogar, listamos abaixo o que deve ser considerado ao escolher um formato de jogo.

Pontos a serem considerados ao jogar season long:

  • A socialização – você pode jogar com seus amigos em uma liga, ou até mesmo fazer novas amizades.
  • Ver seu desempenho em um período de tempo – nas modelos de season long é possível ver seu estilo de jogo e analisar sua performance durante o campeonato
  • Competitividade – os resultados só acontecem no final da temporada, por isso existe uma competição grande entre os usuários.
  • Recompensas – como tudo no season long, você só terá as recompensas de uma boa escalação no final da temporada.
  • Falta de flexibilidade – dado que o usuário está em um campeonato, ele poderá jogar apenas aquele campeonato específico.

Pontos a serem considerados ao jogar daily fantasy games (DFG):

  • Riscos – nos DFG é possível assumir posições de maiores riscos, visto que caso não dê certo, não irá afetar seu desempenho ao longo do ano.
  • Análise – é possível testar diferentes tipos de estratégia a cada rodada.
  • Competição Universal – não fica preso as ligas, é possível competir com mais jogadores.
  • Recompensas – ao contrário do modelo season long, a recompensa é por rodada.
  • Desafios – como, na maioria das vezes, as partidas acontecem em mais de um campeonato, os desafios no DFG são ainda maiores, visto que existe uma gama de possibilidades para escalação maior.

Mercado Brasileiro

Homem de terno e gravata segurando uma bola d futebol em um estádio.

Como qualquer outra área de investimento, a indústria de fantasy games também tem um impacto em outros setores. Por se tratar de um ramo promissor, de grande investimento o impacto causado é positivo.

Como por exemplo, no caso do futebol, com o aumento de jogadores de fantasy, também sucede um aumento na audiência dos jogos transmitidos pela televisão, uma vez que, muitos jogadores assistem partidas que normalmente não assistiriam pra acompanhar os resultados.

Segundo um estudo da Technavio, o setor brasileiro está em plena expansão. Mas através de uma análise da situação econômica atual, com um baixo crescimento do PIB, redução do consumo interno e um aumento na inflação, a indústria de fantasy no país pode ser afetada (bem como qualquer outro setor).

Mesmo que ainda bastante restrito ao futebol, o fantasy vem incorporando ao mercado brasileiro, movimentando várias áreas da economia e com continuo crescimento, tende também a incentivar outras modalidades esportivas a ganhar força por aqui, como o basquete por exemplo.

Apesar do impacto positivo e da grande aceitação da população, ainda é discutido em relação a legalidade desse jogo em território brasileiro por, geralmente, envolver transações financeiras.

Classificado como um jogo de habilidade, assim como o poker, e não um jogo de azar é perfeitamente legal participar dessa modalidade esportiva, visto que, ao basear o formato de jogo na habilidade e qualidade do jogador, elimina o atributo de aposta.

Agora que você já sabe quais são as perspectivas de fantasy games no Brasil, fique ligado sobre as atualizações do mundo futebolístico através do nosso podcast. Venha escalar seu time com a gente!