A Inglaterra é o berço do futebol no mundo, por isso, sua liga possui um caráter muito especial. Ao longo dos anos, seu formato foi mudando até chegar ao atual: Premier League.

História da Liga

O futebol como nós conhecemos, nasceu na Inglaterra, em meados do século XIX, quando foram dados os primeiros passos para unificar as regras e formato de jogo. Dessa forma, o esporte cresceu nos solos da Rainha, tendo os clubes mais antigos do mundo e a primeira associação de futebol (Football Association) no ano de 1863.

Em 1867, foi realizada a primeira competição de futebol, a Youdan Cup Realizada em Sheffield, cidade do primeiro time do mundo, mas só em 1888 que a English Football League é criada, que foi a base para existir a Premier League da atualidade.

A English Football League foi o principal campeonato inglês até 1992, chegando a possuir 72 clubes em sua forção em 1952. No entanto, por questões financeiras, os membros líderes do campeonato romperam com a associação para criar outra competição.

Fundada pelos 12 principais times ingleses, a Premier League nasce como a primeira divisão de futebol da Inglaterra, onde os 20 principais times disputam a competição. Os quatro primeiros colocados se classificam para disputar a UEFA Champions League e os três últimos colocados são rebaixados para a EFL Championshp.

Um total de 49 clubes já disputaram a Premier League, sendo sagrados campeões apenas seis: Manchester United, Chelsea, Arsenal, Manchester City, Blackburn Rovers e Leicester City.

Tabela mostrando a quantidade de Premiere League cada time possui.
Manchester United 13
Chelsea 5
Arsenal 3
Manchester City 3
Blackburn Rovers 1
Leicester City 1

Inglês só de nome

Por se tratar de um dos campeonatos entre clubes mais tradicionais do mundo, a Premier League atrai astros do futebol de todo o mundo. Como por exemplo, o atacante do Liverpool e artilheiro da temporada 2017/2018, Mohamed Salah, que possui nacionalidade egípcia.

Grandes jogadores brasileiros jogam em times ingleses. Entre eles, podemos destacar os convocados para a copa de 2018: Alison Becker e Firmino, jogadores do Liverpool, Fernandinho, Danilo e Gabriel Jesus jogadores do Manchester City e Willian, jogador do Chelsea.

A temporada de 2018/2019 conta com um total de 497 jogadores, dos quais apenas 164 são ingleses. Os outros 333 são de nacionalidades diversas, ajudando a compor o forte elenco dos times ingleses.

Gráfico mostrando a nacionalidade dos jogadores dos times da Premier League.

Os “Big Four”

Uma das principais críticas ao campeonato foi o domínio do grupo denominado “Big Four”, desde sua criação em 1992 até a década de 2010, quando houve a ascensão de outros times, como o Manchester City e Tottenham Hotspur.

Os “quatro grandes” ingleses são: Manchester United, Chelsea, Arsenal e Liverpool. Durante quase duas décadas esses times ocuparam regulamente os quatro primeiros lugares da Premier League.

Como citado acima, as primeiras colocações dão direito a disputar a UEFA Champions League (CL), campeonato que reúne os “campeões europeus”, ou seja os melhores colocados das primeiras divisões de cada campeonato nacional europeu.

No início, apenas o campeão da Premier se classificava para a CL, em 1997 foi acrescido mais um lugar para a disputa, em 1999 três e a partir da temporada 2001/2002 os quatro mais bem colocados participam da da competição.

A partir do final dos anos 2000, o domínio do Big Four foi questionado. Primeiramente reduziram para “Big Two”, fazendo referência aos times Chelsea e Manchester United, que ganharam todos os campeonatos da Inglaterra entre 2005 e 2011.

Na temporada de 2011/2012, o Manchester City chegou para quebrar essa dinâmica vencendo a Premier League. O Tottenham também conseguiu um lugar de destaque, conseguindo a quarta colocação e consequentemente sua classificação para a Champions League.

A partir de então o campeonato ficou mais disputado, mais diversificado, elevando seu nível e imprimindo um caráter ainda mais competitivo.

Clássicos

Dois homens em uma queda de braço.

No futebol inglês, os clássicos, ou como são denominados por lá “derbys”, são sempre motivos de muita frenesi. Além do futebol elevado, a rivalidade traz características únicas a esses confrontos.

Entre eles podemos destacar:

  • North London Derby: Confronto entre Arsenal e Tottenham. Clássico da cidade de Londres, capital do país.
  • Merseyside Derby: Confronto entre Everton e Liverpool. O nome faz referência ao Rio Mersey que percorre a cidade de Liverpool, local de onde se originam ambos os clubes.
  • North West Derby: Confronto entre Manchester United e Liverpool. Considerado um dos maiores clássicos do mundo, a disputa entre os dois reflete a a rivalidade entre as cidades de Londres e Liverpool. As duas sempre representaram as maiores cidades da Inglaterra, e sempre disputaram questões econômicas, industriais e claro, futebol.
  • Manchester Derby: Confronto entre Manchester City e Manchester United. Clássico da cidade de Manchester, que possui dois grandes clubes.

Fantasy da Premier League

Por se tratar de um campeonato de repercussão mundial, a Premier conta com diversos modelos de jogos de fantasy. Com jogadores e clubes de muita notoriedade, suas modalidades de fantasy são muito disputadas.

Na temporada 2018/2019 os seguintes times estão na disputa: Arsenal,
Bournemouth, Brigthton, Burnley, Cardiff, Chelsea, Crystal Palace, Everton, Fulham, Huddersfield, Leicester City, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Newcastle, Southampton, Tottenham, Watford, West Ham e Wolves.

Com um nível técnico extremamente elevado, a Liga possui uma artilharia composta de grandes nomes e também com um alto número de gols por temporada. Abaixo segue a lista dos artilheiros desde sua criação até os dias atuais:

Tabela contendo a artilharia de cada temporada de 1992 até 2017/2018.

A categoria de fantasy adotada pela SportManager 365 é o daily fantasy. Nessa modalidade é possível explorar diferentes tipos de combinação, levando em consideração o desempenho dos jogadores por rodada.

Acompanhando o campeonato e observando a relação de times e jogadores é possível realizar boas escalações, uma vez que, mesmo sendo um campeonato muito disputado, temos sempre os clubes de muito destaque e aqueles que apesar de estarem no torneio, não possuem tanto realce.

Dentre os clubes de maior destaque na liga atualmente estão, o Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United, e Tottenham.

O Arsenal conta com um elenco de ponta. Depois da saída do técnico Arsène Wenger, o time demorou a se recompor, passando dois anos fora do quatro primeiros colocados na Premier, ou seja, fora da zona selecionada para disputar a Champions League.

Retomando sua força na temporada 2018/2019, que ocorreu sem grandes dramas para o clube, com um ataque consistente, com quatro bons jogadores para as três colocações, é uma boa aposta para a linha de frente.

O Chelsea, que mesmo fazendo parte dos “grandes” da Liga, passa por uma fase complicada. A demissão do técnico Antonio Conte na pré-temporada de 2018/2019 piorou ainda mias a situação

Agora com novo técnico Maurizio Sarri, os fãs precisam ter paciência, uma vez que este possui um estilo muito diferente dos seus antecessores e precisa ser absorvido pela equipe. Mesmo assim ainda possui jogadores de destaque, como o francês N´Golo Kanté, e os brasileiros Davi Luiz e Willian.

O Liverpool faz uma sequência excelente, sendo uma das equipes mais “mortais” da Europa, tendo conseguindo chegar as finais da Champions em dois anos consecutivos.

Agora, o próximo passo do time é conquistar os títulos. Com peças importantes como os atacantes Mohamed Salah e Roberto Firmino e o goleiro Alisson Becker, que criam uma combinação letal: ataque estruturado e uma defesa íntegra.

O Manchester City, sob o comando de Pep Guardiola, tem feito uma campanha sensacional nos últimos tempos. Com um elenco tão ávido por títulos como o técnico.

O momento agora é manter o projeto e dar alguns retoques. Após a confirmação da saída de Yaya Touré, o clube precisa buscar um reserva para Fernandinho. Mesmo assim, o City destaca-se como um dos favoritos ao título.

o Manchester United passa também por uma fase difícil. Com um histórico invejável, nas últimas temporadas teve dificuldade de se destacar.

As falhas no elenco do time, principalmente nas laterias, onde os jogadores Ashley Young e Antonio Valencia já possuem idade avançada. Porém também possui destaques como o jovem meia Fred.

O Tottenham que vem ganhando forças já conquista sua vaga para a Champions pelo terceiro ano consecutivo, uma marca impressionante, porém para o técnico Mauricio Pochettino não é sufuciente.

Com uma grande campanha, obtendo o vice-campeonato na Premier e o terceiro lugar na Champions em 2018 o Tottenham busca mais. Apesar de não ter feito nenhuma contratação, o clube possui grandes jogadores como o cobiçado atacante Herry Kane e o meia Dele Alli.

Recordes

Emirates Stadium, casa do time Arsenal durante uma partida de futebol.

Cada temporada possui suas peculiaridades, abaixo listamos alguns recordes observados na história da Premier.

  • O primeiro gol marcado na história do campeonato foi feito por Brian Deane, no primeiro jogo em 15 de Agosto de 1992, pelo clube Sheffield United na partida contra o Manchester United.
  • A maior sequência de títulos da Premier League já registrada foi conquistada pelo Manchester United, no período de 1998 à 2001, repetindo o processo de tricampeonato em 2006, mantendo o primeiro lugar até 2009.
  • A campanha de 2003/2004 do Arsenal, que se consagrou campeão da Premier League de forma invicta. Sob o comando de Arsène Wenger, dentre 49 jogos disputados entre a Premier e outras competições, o clube saiu sem nenhuma derrota, levando os fãs ao êxtase.
  • Apesar do Arsenal ter sido campeão invicto, o recorde de maior vitórias em uma temporada pertence ao Chelsea, colecionando 30 jogos vencidos na temporada de 2016/2017.
  • Nem só de vitórias a Liga se sustenta, na temporada 2007/2008 o Derby County fez a pior campanha da história da Premier, conquistando apenas 11 pontos nas 38 rodadas, sem conseguir uma vitória.
  • O jogador que mais fez gols por um clube foi Wayne Rooney, marcando 183 gols pelo Manchester United. Primeiramente durante a primeira passagem pelo clube de 2004 a 2005 e depois no seu retorno de 2016 a 2017.
  • O gol mais rápido da Liga foi marcado em Dezembro de 2000, feito por Ledley King, jogador do Tottenham com apenas 10 segundos após o apito inicial.
  • O maior público foi em uma partida entre Tottenham e Arsenal, em Fevereiro de 2018, colocando 83.222 pessoas dentro do estádio.
  • O jogador mais novo a marcar um gol na Premier League foi James Vaughan, jogador do Everton, em Abril de 2005. Na época o jogador possuía apenas 16 anos.

Agora que você já está por dentro de tudo da Premier League, venha escalar seu time com a gente!