Existe uma fórmula de sucesso para atingir o alto rendimento no time?

Conseguir ter um alto rendimento é uma verdadeira dor de cabeça para alguns treinadores de futebol. Gerir entre forma física, forma desportiva, a moral dos jogadores e problemas de grupo, se torna muitas vezes um tanto desagradável, que a única coisa que o treinador tem vontade de fazer, é desistir. No entanto, desistir nunca é prioridade, e mais importante que isso é nunca chegar ao momento de ter vontade de desistir, fazendo sempre as coisas de forma mais organizada possível. Então existem algumas regras que devemos seguir, seja para criar o alto rendimento ou para nunca deixar a equipe render pouco.

O alto rendimento não se define pela obtenção contínua de bons resultados nos jogos que a equipe participa, mas sim representa apenas que a equipe está tendo um alto rendimento. O alto rendimento é, na verdade, a capacidade do time em promover os seus processos de jogo em campo e fazer funcionar toda uma estrutura que encaixe esses processos uns com os outros. Desta forma, se pretendemos criar alto rendimento na nossa equipe enquanto treinadores, devemos manter os jogadores motivados, fisicamente aptos para os jogos, e taticamente preparados para qualquer situação que a equipe vá enfrentar. Só assim é possível fazer o time render mais dentro do campo que o adversário, e com isso, vencer vários jogos de futebol.

Ok, confira agora alguns toques para ter um alto rendimento no time:

1. A saída de jogo define a maior parte das ações da equipe

Não há fase mais importante que a saída de bola. Nem qualquer fase defensiva, nem qualquer fase ofensiva. Se o nosso time está realizando a saída, representa temos possa da bola, que a recuperamos do adversário e que podemos movimentá-la até chegar à baliza-alvo. Então, para criar uma equipe que renda muito em campo, a nossa saída de jogo deve ser sempre eficaz, independentemente das dificuldades que o adversário colocar de seguida. Lembre-se que uma saída de jogo bem efetuada representa menos riscos de perder a bola.

2. A quantidade de gols não é importante

Vencer um jogo por 4-0 nem sempre representa que a equipe está mandando muito bem. Naturalmente não é fácil marcar quatro gols numa partida, mas mais importante que marcar gols, é equilibrar o jogo, tanto ofensivamente como defensivamente. Se o nosso único objetivo for marcar gols, vamos defender mal e perder o controle do jogo. Mas se for o contrário e pretendermos controlar o jogo, dessa forma é possível marcar gols.

3. A atitude dos jogadores é tão importante quanto a organização da equipe

Não acredito que seja possível criar uma equipa formidável sem jogadores que tenham atitude de realizar as tarefas que lhe são pedidas. Se há coisa que eu gosto de ver é a humildade em ajudar o colega de equipa, mesmo que o colega acabe mais bem visto no fim do jogo. E se todos os jogadores tiverem atitude coletiva, a equipa terá muitas mais probabilidades de vencer uma partida, seja em que circunstância for.

4. Cada jogador deve estar inserido numa estrutura

Nos dias atuais, jogar com 10 jogadores representa demasiadas dificuldades para um time de futebol. A diferença de ter apenas um jogador a menos que o do time rival, representa muitas vezes, baixo rendimento de uma equipe. Desta forma, o treinador deve ser de capaz traçar formas de os atletas jogarem, onde todos os jogadores participem e se entreajudem. Só assim é possível criar uma equipe completa, e não várias partes individuais de um time.

5. A quebra de rendimento de um jogador representa quebra de rendimento de uma parte do time

Cada jogador, em qualquer equipe, está conectado aos jogadores mais próximos, e deve ajudá-los, sempre. A partir do momento que um jogador deixa de ajudar os restantes, seja porque está caído no chão, seja porque está com fadiga ou porque está desconcentrado, o treinador deve substituí-lo. A quebra do rendimento de um jogador representa a quebra de várias ligações aos seus colegas de equipe mais próximos, e isso representa baixo rendimento de uma parte do time.

6. Utilizar a linguagem correta com os jogadores

Não há nada mais importante que utilizar a linguagem correta com os jogadores. Se o treino é a forma de fazer a equipe jogar como pretendemos, saber comunicar é a forma de fazê-los treinar como queremos. Então, em cada ordem que o treinador dá, deve sempre anotar o feedback conseguido. Umas formas de falar são mais eficazes que outras, e saber falar faz a galera treinar melhor.

7. Desenvolver uma filosofia na mente de cada jogador

A motivação, na maior parte das vezes nunca vem de dentro. É preciso que o treinador inclua a motivação nos jogadores. Então, para motivá-los, o treinador deve apresentar-lhes objetivos a cumprir e uma forma de como cumprir esses objetivos, mostrando que a equipe é capaz. De outra forma, o jogador não se motiva sozinho, pois, se não houver objetivos de grupo, será difícil remar sozinho contra a maré.

8. Utilizar exercícios identificados com o modelo de jogo

Saber comunicar, criar uma filosofia num grupo, saber treinar, tudo isso, é arte, apesar de ser um assunto mais comum. Para criar uma equipe de alto rendimento, devemos treiná-la de acordo com a filosofia que pretendemos no grupo, não só a filosofia de jogo como a filosofia da própria equipe. Por exemplo, o modelo de jogo é conseguido através do treino, assim como a mentalidade vencedora deve ser cultivada no mesmo.

9. Disciplina e Liderança

Enquanto líder, o treinador deve sempre dar o exemplo invés de exigir o que quer que seja dos jogadores. Alto rendimento sempre envolve disciplina, e disciplina nem sempre é ficar mandando os jogadores correrem pra lá e pra cá. Disciplina começa com o exemplo do treinador e inclui corrigir e ensinar, que é diferente de gritar e ordenar. Mas cada um entende disciplina como pretender, né.