A Copa São Paulo de Futebol Júnior, ou Copinha como é conhecida popularmente, é uma competição de futebol masculino sub-20 do Brasil.

A Copinha é organizada pela Federação Paulista de Futebol (FPF) e inclui clubes não só de São Paulo, mas de todo o Brasil e, eventualmente, clubes de outros países.

Origem

Originalmente a competição era chamada de Taça São Paulo de Juniores e era organizada pela Prefeitura de São Paulo, e não pela FPF (Federação Paulista de Futebol).

Em 1987, Jânio Quadros (prefeito da época), decidiu não arcar com os custos da Taça São Paulo,e por isso não foi realizada naquele ano.

A Taça é disputada desde 1969 e acontece sempre no início do ano, de modo que a final seja disputada em 25 de janeiro (dia do aniversário da cidade de São Paulo) e até hoje, a final é disputada nessa data. Mas isso é uma das poucas coisas que se mantiveram em todos esses anos de história.

Mudanças

Para você ter uma ideia, o nome “juniores” (jogadores de até 20 anos), só foi criado em 1981. Antes, o torneio era conhecido como Taça São Paulo de Futebol Juvenil.

Até o ano de 1970 a competição só recebia clubes do estado de São Paulo, mas, a partir de 1971, a competição passou a receber clubes do Brasil inteiro.

A partir daí então, a Copinha, é um torneio muito observado pela imprensa, torcida, empresários e clubes, uma vez que é considerada a principal oportunidade para se descobrir futuros craques do futebol brasileiro.

Outra coisa que mudou, é que, no primeiro ano da competição, apenas quatro times disputaram o caneco, enquanto na última edição esse número chegou a 116. Os maiores campeões são Corinthians, com nove títulos, e Fluminense, com cinco, seguidos pelo Internacional, com quatro, e São Paulo, Santos e Atlético Mineiro, com três.

Revelações

Ao longo de suas 40 edições, a “Copinha” revelou um belo time de craques que despontaram do Brasil pelo mundo afora:

Wikipedia

 

Falcão – Volante

Jogou a Copa SP em: 1972

Time: Internacional

Vice-campeão e revelação do campeonato, Falcão saiu da Copinha e foi direto para o profissional do Inter. Em sete anos no Colorado, o meia conquistou cinco estaduais gaúchos e três campeonatos brasileiros. Negociado em 1981, levou a Roma ao título italiano depois de 42 anos, ganhando o apelido de “Rei de Roma”.

 

Wikipedia

Toninho Cerezo – Volante

Jogou a Copa SP em: 1972

Time: Atlético Mineiro

Na Copinha, o “Galo” não chegou à final, mas Cerezo, então com apenas 15 anos, foi eleito revelação do campeonato, honraria dividida com Falcão. Em longos 24 anos de carreira, o meia conquistou sete campeonatos mineiros pelo Atlético, um italiano pela Sampdoria, um paulista, duas Libertadores e dois mundiais pelo São Paulo. Haja título!

 

Wikipedia

Edinho – Zagueiro e Lateral-esquerdo

Jogou a Copa SP em: 1973

Time: Fluminense

Na Copa São Paulo, Edinho foi campeão pelo Fluminense jogando como zagueiro. Mas na Copa de 1978 ele quebrou o galho como lateral-esquerdo do Brasil e por isso o improvisamos novamente no nosso timaço. Um cara versátil, Edinho ficou conhecido pela segurança e categoria na defesa, brilhando nos títulos estaduais do Fluminense em 1975, 1976 e 1980.

 

Wikipedia


Casagrande – Centroavante

Jogou a Copa SP em: 1980

Time: Corinthians

O Corinthians foi eliminado na semifinal pelo Galo, mas ganhou um prêmio maior: Casagrande, um cabeludo que foi eleito revelação do campeonato. No Corinthians, ele fez uma dupla do barulho com Sócrates e marcou mais de 100 gols. Também jogou a Copa de 1986 e fez sucesso na Europa, conquistando títulos pelo Porto, de Portugal, e pelo Torino, da Itália. Que craque!

 

Wikipedia

 


Raí – Meia

Jogou a Copa SP em: 1985

Time: Botafogo (SP)

Raí foi mais uma revelação da Copinha. Comprado pelo São Paulo, liderou o tricolor na inédita conquista do mundial, marcando dois gols na final contra o Barcelona, em 1992. O meia também jogou na Europa, ajudando o PSG a faturar o campeonato francês em 1994.

 

Creditos: Phil Cole /Allsport

 


Cafu – Lateral-direito

Jogou a Copa SP em: 1988

Time: São Paulo

No começo de carreira, o lateral pentacampeão penou em quatro peneiras no São Paulo até conseguir jogar a Copinha. No torneio, foi meio-campo e não conseguiu destaque: o tricolor foi eliminado na segunda fase. No ano seguinte as coisas melhoraram pra Cafu, ganhou uma chance no time principal e virou titular.

Wikipedia

Júnior Baiana – Zagueiro

Jogou a Copa SP em: 1990

Time: Flamengo

Foi o chefão do Flamengo e também autor do gol do título no suado 1 a 0 contra o Juventus. Naquela época, ele já misturava seus lances de extrema habilidade com pegadas agressivas. Saiu da Copinha e virou titular do Flamengo (lugar que depois que rodou o mundo voltou a ocupar em 2004).

 

Wikipedia


Dener – Meia/Atacante (In memoriam)

Jogou a Copa SP em: 1991

Time: Portuguesa

Habilidoso, dono de arrancadas rápidas e objetivas, Dener explodiu no cenário futebolístico brasileiro em 1991, quando a Portuguesa conquistou o título da Taça São Paulo de Futebol Juniores. Ele vestiu a amarelinha da seleção brasileira principal apenas dois meses depois da Copinha! Infelizmente, teve sua carreira abreviada por um acidente de carro, que tirou sua vida quando ele tinha apenas 23 anos.

 

Wikipedia

Rogério Ceni – Goleiro

Jogou a Copa SP em: 1993

Time: São Paulo

Campeão do torneio, Rogério só não foi disparado o melhor goleiro porque, no mesmo ano, Dida também fechou o gol pelo Vitória. Em oito jogos, ele tomou apenas cinco gols. Saiu direto da Copinha para o time principal do São Paulo.

 

 

 

Wikipedia

Robinho – Atacante

Jogou a Copa SP em: 2002

Time: Santos

Ironias da vida… O “craque das pedaladas” amargou a reserva dos centroavantes William e Douglas na Copinha de 2002, quando o Santos foi eliminado nas oitavas-de-final. Um tempo depois, ainda no mesmo ano, já na equipe principal, coube ao ex-reserva liderar o alvinegro no inédito título brasileiro. Mandou bem!

 

É isso aí, da Copinha pro mundo! Todo mundo tem que começar de algum ponto né?

Fontes

http://tudo-sobre.estadao.com.br/copa-sao-paulo-de-futebol-junior

http://www.futebolpaulista.com.br/Home/