O treino de um goleiro é totalmente diferente do treino dos demais jogadores justamente por ele exercer funções distintas dentro de campo.

O goleiro é um atleta que está em vários esportes coletivos, como futebol, futsal, handebol, hóquei (em qualquer dos vários tipos), entre outros.

Nos dias de hoje existem muitas alternativas, oportunidades, então, os jogadores iniciam sua vida precoce como goleiros bem novinhos, por demonstrarem certas aptidões e também por escolha própria. Muitos deles com 4 ou 5 anos já possuem ídolos, se espelham neles e vivem por anos nessa posição.

A questão X entra em como botar em prática tudo isso, ou seja, a formação e o treinamento, primeiramente do iniciante, ao crescimento processual, até chegar ao profissional, e a manutenção por longos anos.

A principal função do goleiro, é proteger o gol, evitando que o time adversário marque pontos acertando a bola dentro dele. Justamente por sua função ser diferente da dos demais jogadores, ele detém de regras específicas. Enquanto os demais jogadores são proibidos, na maioria dos esportes de utilizar alguma(s) parte(s) do corpo, o goleiro pode utilizá-las (inclusive as mãos) para evitar que o adversário atinja o gol. Mas essa permissão é restrita a uma área delimitada em torno da trave e tem um tempo específico para segurar a bola nas mãos de 6 segundos.

Nos primórdios do esporte (século 19), o goleiro podia segurar a bola no ar em qualquer parte do campo, só não podia conduzi-la com as mãos. A proibição de agarrar fora de sua área teve sua origem em 1912.

Apesar disso, o goleiro não pode segurar uma bola que, de propósito, seja recuada por algum jogador de sua equipe, caso este não se utilize do peito ou da cabeça para recuá-la. Se o fizer, o árbitro marcará falta (tiro-livre indireto: tem que tocar a bola para outro jogador antes de chutar), e o time adversário deverá cobrar a falta no local onde o goleiro pôs a mão na bola.

Normalmente, o treinamento dos goleiros são muito mais intensos do que o treinamento dos demais atletas, pois o goleiro precisa ter muito mais atenção, rapidez, e elasticidade do que os demais, embora não precisem necessariamente ter alguns outros dotes exigidos em outras posições. Em resumo, é um atleta com as características muito distintas dos restantes dentro de uma equipe de futebol.

Até poucos anos atrás, o futebol parecia ser composto por 1 goleiro + 10 jogadores e não 11 jogadores interagindo entre si que resultava em uma organização coletiva. A equipe consistia em 10 jogadores e o goleiro fazia parte de outro cenário totalmente isolado devido às características peculiares de sua posição.

Esse aspecto foi evoluindo com o passar dos anos e foi ganhando novos traços também, tanto na interação do goleiro com a equipe no desenvolvimento da forma de jogar, na construção de treinos mais específicos para a posição,na busca pela melhora do uso dos pés para facilitar o jogo ofensivo, e no timing de cobertura defensiva para jogar também com os pés, especialmente para as equipes que jogam com defesa alta.

Nesse cenário, o treinador de goleiro, começou entender que além da atuação funcional-específica da posição, todas as relações possíveis mais direcionadas do goleiro com os outros jogadores são de vital importância para o planejamento semanal dos exercícios e isso exige estudo e aprofundamento diário.

Os treinadores tem como função elaborar métodos de treinamento que estimule, desenvolva e aperfeiçoe a atuação do goleiro nos aspectos defensivos e ofensivos, oferecendo um treinamento completo que o possibilite realizar suas funções com máxima eficácia. A construção do treino deve ser de acordo com as demandas que o jogo exige aos goleiros, para isso precisamos observar durante os jogos quais tipos de intervenções que o goleiro executa, e, a partir desta análise criar um banco de dados que posteriormente auxiliará na elaboração dos treinamentos.

O treino de um goleiro envolve o aprimoramento de diversas capacidades físicas: resistência muscular, aeróbica, anaeróbica lática e alática, força, agilidade, velocidade de reação, coordenação, flexibilidade entre outras; e técnicas: contato manual com a bola, reposição de jogo com pés e mãos, ataque à bola, quedas laterais, saída de gol, dentre outras.

Então vamos saber mais um pouquinho da preparação!

Antes de tudo, fortaleça seu sistema cardiovascular. O futebol é um esporte extremamente rápido e dinâmico que envolve uma grande correria por 90 minutos dentro de campo. O goleiro fica no gol e nem sempre passa a partida inteira correndo como os outros jogadores, mas ainda deve ter aptidão física e preparo para correr rapidamente para dentro e fora do gol.

Acelera! Correr é uma das atividades mais importantes para os jogadores de futebol. O ideal é ser capaz de manter um bom ritmo por no mínimo 90 minutos para garantir que seu corpo seja capaz de lidar com os rigores da partida.

Corra também para dentro e fora da área do gol para protegê-lo dos lances dos oponentes. Treine seu corpo para correr rapidamente: corra 100 metros por 10 vezes seguidas para treinar a aceleração.

Faça treinos de força. Como goleiro, você deve ser capaz de remover a bola da área do gol chutando-a ou arremessando-a. Para ter sucesso, serão precisos músculos fortes e treinados com exercícios de peso.

Prepare uma combinação de exercícios aeróbicos (corrida) e exercícios de peso (agachamentos, estocadas e leg press) para fortalecer bastante as pernas e tornar-se um goleiro profissional. Como você vai usar muito seus braços e as mãos, a prática de exercícios para a parte superior do corpo também é importante. Desenvolvimento de ombros, flexão de bíceps, desenvolvimento do peitoral e flexão dos pulsos são opções válidas. Utilize um gripmaster para fortalecer os dedos e punhos.

Experimente também exercícios de força e flexibilidade como o ioga. Os atletas do Bayern de Munique, praticam ioga para complementar os treinos de força, aumentar a flexibilidade e refinar as habilidades motoras. Além disso, o ioga ajuda a aumentar a concentração e o relaxamento.

Trabalhe as habilidades motoras. Para ser um goleiro de sucesso, não basta saber chutar e defender a bola. A única coisa que o difere dos outros jogadores do time é a possibilidade de usar as mãos dentro do gol. É preciso treinar a coordenação motora pesada para manusear a bola de modo eficaz com as mãos e com os pés.

Para treinar a coordenação nas pernas e nos pés, faça exercícios que se concentrem em atividades como driblar uma bola em diferentes direções e chutar a bola antes que ela caia no chão em diferentes posições.

Treine também o movimento lateral e os saltos. Galope lateralmente para cobrir o espaço do gol e aumentar a velocidade do movimento. Gire as pernas em direções opostas do quadril para fortalecer seus saltos. Como goleiro, é preciso treinar as mãos para manusear melhor a bola. Pratique arremessar e defender com o técnico e outros colegas de equipe para fortalecer sua coordenação motora.

Aprenda a antecipar os movimentos dos inimigos. Entre na cabeça dos jogadores do outro time e compreenda o modo de pensar e agir deles. Se você ler a postura deles, você conseguirá antecipar as jogadas futuras e bloqueará os gols de modo mais eficaz, determinando o curso do jogo. Jogue com frequência para conseguir experiência na prática e aprender a ler os movimentos dos outros jogadores. Com o tempo, você vai perceber vários padrões.

Tutoriais! Assista vídeos de outros goleiros para identificar táticas que possam ajudá-lo a antecipar os movimentos dos outros jogadores. Veja como eles reagem a determinadas jogadas para aprender.

Geometria? Sim!

Uma função importante do goleiro é prever os chutes ao gol, que podem vir em diferentes velocidades e ângulos. Um conhecimento básico de geometria e matemática vai te ajudar a descobrir onde a bola vai cair, prevendo melhor as jogadas e defender. Feche os ângulos para que o atacante não tenha muitas opções para onde chutar a bola. Imagine que há uma linha se estendendo da bola até o centro do gol. Posicione-se no caminho dessa linha para defender o lance. Se a bola for chutada próxima do chão, não abaixe apenas as mãos, mas o corpo inteiro, para facilitar qualquer mergulho para a frente necessário.

Ao defender um pênalti, pense também nos ângulos. Observe os olhos e os pés do jogador para ter uma ideia de para onde pular e defender a bola.

Corpo e mente trabalham juntos!

Fortaleça a resistência mental. É preciso ter uma grande força mental para superar os altos e baixos da partida. Ao fortalecer sua resistência, você conseguirá navegar pelos obstáculos que podem se apresentar dentro e fora do jogo.

Nem tudo é perfeito, flexibilidade e a resistência emocional te ajudarão a se recompor dos contratempos para não prejudicar o time e o jogo. Bola pra frente (literalmente)!

Confie em suas habilidades para aumentar a resistência mental. Lembre-se de que treinou bastante e de que tem uma ótima equipe com você e tudo sairá bem!

Exercícios de treinamento da visão positiva ajudam a fortalecer a mente para os jogos. A visualização, onde você imagina uma jogada sem precisar praticá-la, também é um exercício eficaz.

Converse com um terapeuta para fortalecer seu jogo mental. Por exemplo, você pode se sentir culpado sempre que perder um jogo. Trabalhe com o profissional para fortalecer seu entrosamento com a equipe e o fortalecimento de suas táticas de defesa.

Bom, percebemos a importância e responsabilidade do goleiro e é triste ver que muitas vezes ele é deixado em segundo plano. O ideal  é sempre oferecê-lo um treinamento adequado para que possa desempenhar sua função com máxima eficácia dando a ele um repertório completo de vivências com a equipe e em seu ambiente particular e especifico para que possa resolver da melhor maneira possível os problemas decorrentes dentro de campo!

Esperamos que com essas dicas você consiga ser um goleiro de sucesso!

Curtiu? Deixa seu comentário pra gente! 😛

Fontes:

http://sobregoleiros.blogspot.com.br/p/dicas-pra-goleiros.html

http://sobregoleiros.blogspot.com.br/2014/03/como-treinar-sozinho.html