Hora de descontrair aqui no blog!

Confira as melhores piores gafes do mundo da bola!

Não é só de bola na rede que é feito o futebol. Por muitas vezes, o que acontece dentro de campo tem grande repercussão, mas não só as atitudes, como uma negociação.

Dar entrevista depois de correr horrores durante 90 minutos dentro de campo não é fácil!

As declarações dos jogadores também tem uma grande importância, geralmente porque algo absurdo foi dito.

Separamos algumas frases e gafes inusitadas para vocês!

  1. “Football is a little box of surprises”
    A frase saiu da boca de Pelé. O Rei tentou explicar o que acontecia em uma partida da Copa de 94, quando comentava por um TV americana. Haahahahahhahaha, um clássico!
  2.  “Vale tudo, só não vale dar o c…!”
    O atacante Gil, ex-Corinthias e ex-Internacional, também atuou pelo Cruzeiro. Na comemoração do título estadual de 2006, o jogador foi questionado por um radialista se valia tudo para levar a taça para casa. Assim, saiu a surpreendente resposta. Mas o que é isso produção?
  3. “Sou melhor que o Messi e o Real é melhor que o Barça”
    Em 2012, mesmo o Real sendo eliminado da Liga dos Campeões em casa, diante do Bayern de Munique, CR7 garantiu que era melhor que Messi e que os merengues eram superiores aos catalães. Vish…
  4. “A bola pune”
    Ao ser perguntado sobre qual seria a explicação para a eliminação do Flamengo contra o América do México, com show do paraguaio Cabañas, Muricy Ramalho, técnico do São Paulo, falou que o rubro-negro carioca não ficou ligado e que a bola pune.
  5. “A CBF é o Brasil que dá certo”
    Frase dita pelo Coordenador técnico da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, Carlos Alberto Parreira, dois meses antes da derrota por 7 a 1 contra a Alemanha, na semifinal do Mundial.
  6. “CBF você é uma vergonha”
    Sheik, ex-jogador do Botafogo, gritou para as câmeras sua opinião contra a Confederação Brasileira de Futebol após ser expulso em uma partida do Brasileirão de 2014.
  7.  “Pelé calado é um poeta”
    Em Janeiro de 2005, Romário disse a célebre frase, após discordar da opinião de Pelé sobre uma convocação da Seleção Brasileira.
  8. “Vocês vão ter que me engolir”
    Logo depois de conquistar a Copa América de 1997, o então técnico do Brasil, Zagallo, não se conteve e atacou os críticos de plantão.
  9. “Futebol é igual basquete”
    Muricy (que é fã da NBA) forçou uma possível proximidade entre as táticas utilizadas nos dois esportes.
  10. “Só bate quem erra”
    Em 2012, no duelo entre Caxias e Novo Hamburgo, pelas quartas de finais do Gauchão, o atacante Matheus bateu um pênalti e errou, mas na hora de citar o ditado popular em uma entrevista, saiu o contrário.
  11. “Eu fiz que fui, não fui e acabei fondo”
    Frase dita pelo atacante Jardel ao relatar a um repórter como deu uma arrancada rumo ao gol.
  12. “No México é que é bom. Lá a gente recebe semanalmente de 15 em 15 dias”
    Ex-ponta do Santos, na década de 70, Ferreira estava insatisfeito com o formato que o Peixe estava pagando seus rendimentos e explicou que preferia a forma feita no México. Entendi!
  13. “Já estou preparado para o frio da Rússia. Estou acostumado. Morava em São Paulo”
    Vágner Love, quando trocou o Palmeiras pelo CSKA Moscou, parece que não se preocupou em pesquisar as temperaturas russas. Poxa, Love, leva mais um casaco!
  14.  “Quando o jogo está a mil, minha naftalina sobe”
    Hã? Mais uma do atacante Jardel, confundindo naftalina com adrenalina.
  15. “Esse juiz é ladrão, tem que chamar o FMI”
    Disse o atacante Dimba, na época de Brasiliense, reclamando de um pênalti dado a favor do Corinthians, em 2002, trocando o FBI pelo FMI. Outro clássico!

E mais…

Confira + 5 vexames de times

Perda de títulos, goleadas, e derrotas frustrantes. Aaaah, como é mágico esse futebol! 

1) Internacional 0x2 Mazembe – Mundial FIFA 2010

O Inter de Porto Alegre, depois de ser o campeão da América foi lá pra Abu Dhabi enfrentar o Mazembe (time da República Democrática do Congo) na primeira fase do torneio. Com a vitória, o time se classificaria para a final, mas a história foi outra. O “desconhecido” time da África desbancou o Inter e venceu a partida por 2×0. Uma decepção para a torcida colorada que acreditava no bi campeonato mundial do clube. O time brasileiro entrou pra história, como o único sul-americano a não chegar na grande final. Que pesado!


2) Corinthians 0x2 Tolima – Pré Libertadores 2011

Depois de ficar no terceiro lugar no Brasileirão de 2010, o Corinthians se viu obrigado a disputar uma fase eliminatória para entrar na fase de grupos da Libertadores de 2011. O adversário era da Colômbia, se chamava Tolima e quase ninguém conhecia. O primeiro jogo aconteceu no Pacaembu e terminou 0x0. O Corinthians tinha a vantagem do empate no jogo da volta, em Ibagué, na Colômbia. 
O desastre aconteceu no dia 02 de fevereiro de 2011 quando a massa alvi-negra viu seu time sucumbir ao Tolima, perdendo por 2×0. O que era improvável aconteceu e o Corinthians entrou para a história como o único time a ser eliminado na fase preliminar da Libertadores.

3) Brasil 1×2 Uruguai – Copa do Mundo 1950.

Voltamos no tempo! A Copa realizada no Brasil, Maracanã lotado para a final entre os donos da casa (o favorito) e o Uruguai. 23 mil pessoas lotavam o maior estádio do mundo para ver a nossa seleção que precisava apenas de um empate para se tornar campeã mundial pela primeira vez. 
Tudo parecia perfeito, o Brasil saiu na frente aos dois minutos do primeiro tempo com Friaça, dando a impressão que o título já era nosso. Só que não… O Uruguai empatou a partida nove minutos depois de ter sofrido o gol e conseguiu virar o placar aos 34 do segundo tempo. 
Todo mundo se calou diante desta derrota e o Uruguai foi bi campeão mundial em nossa própria casa.

 4) Coritiba 6×0 Palmeiras – Copa do Brasil 2011

A Sociedade Esportiva Palmeiras adicionou mais uma derrota vergonhosa em sua história. A primeira partida das quartas de finais do torneio foi realizada no Couto Pereira, em Curitiba. O time da capital, comandado por Felipão, amargou uma derrota vergonhosa de 6×0 contra o Coxa. 
O time estava claramente desmotivado em campo e os gols saíram com muita facilidade. O primeiro tempo acabou com 3×0 e o placar final foi 6. 
O Palmeiras ganhou o jogo de volta por 2×0 mas não foi o suficiente para se classificar para as semi finais da Copa do Brasil.

5) Brasil 0x3 França – Copa do Mundo 1998

A seleção brasileira já estava no embalo porque em 1994 ela havia se sagrado como a única tetra campeã do mundo e nesta competição tinha tudo para se tornar penta. Porém, tinha um Zidane no meio do caminho dela.

Ainda tem muito mistério sobre a estranha convulsão de Ronaldo, horas antes da partida começar, e sobre o comportamento apático do time brasileiro dentro de campo. 
O resultado foi péssimo para nós: 3×0. O maestro Zidane comandou o baile francês em cima do Brasil e fez com que a seleção local se tornasse campeã mundial pela primeira vez em sua própria casa. Bom pra eles!

Fontes:

https://www.jornalopcao.com.br/especiais/opcao-na-copa/11-vexames-inesqueciveis-de-grandes-selecoes-em-mundiais-7660/

https://www.terra.com.br/esportes/futebol/gafes-de-jogadores-em-entrevistas-relembre-9-inesqueciveis-apos-jogo,23e89c388b8119486cb116207313c2d8lbwvRCRD.html