A decisão dos quartas de final da Copa do Brasil rolou ontem (17/07), confira como foram as partidas e os classificados para a próxima fase

Atlético-MG x Cruzeiro

O jogo entre Cruzeiro e Atlético aconteceu no estádio Independência, casa do galo, em Belo Horizonte. A partida foi muito quente e pegada rendeu a vitória do Atlético, porém a classificação ficou com o Cruzeiro que, no jogo da ida, venceu o arquirrival por 3×0.

Apesar do futebol impecável apresentado pela equipe do Atlético, os dois gols marcados deixaram o placar agregado no 3×2 para o Cruzeiro e, por isso, não conseguiu garantir sua vaga para a semi final.

No jogo decisivo Rodrigo Santana conseguiu fazer seus atletas acreditarem no impossível e ele quase veio.

Colocando a flor da pele uma das maiores rivalidades do país a partida deixou a tática de lado e cada uma das equipes foi com o coração para o campo. O destaque cruzeirense ficou para Fábio e Dedé.

O zagueiro da raposa ganhou praticamente todas as bolas do adversário, seja pelo alto, ou rasteira, Dedé conseguiu afastar o perigo. Já o goleiro consagrado pela torcida evitou que o jogo fosse uma goleada, o rival pressionou muito e teve chutes muito certeiros, a atuação inacreditável do goleiro impediu que o time da virada conseguisse sua classificação.

Já o time alvinegro, embalado pelos gritos de “eu acredito” vindo da torcida, pressionou desde o primeiro minuto mostrando que nada estava garantido. Apostava nas jogadas pelas pontas e na velocidade dos seus jogadores.

O time atacava em bloco, sem deixar a defesa cruzeirense respirar e foi dessa maneira que o primeiro gol saiu, Patric cruzou e Fábio Santos meteu de cabeça para o fundo das redes aos 34′.

A pressão era tanta que aos 37′ o galo teve outra ótima chance, Alerrandro entrou no meio dos defensores e chutou forte, em um ato de reflexo impressionante o goleiro cruzeirense espalmou e mandou para fora.

Na volta segundo tempo não parecia que os jogadores atleticanos já tinham jogado os 45′ iniciais e voltaram com a mesma raça e velocidade. Porém com o passar do tempo o nervosismo e a pressão da classificação começou a pesar.

Aos 18′ Marquinhos Gabriel puxou um contra-ataque com muita velocidade e na troca de passes entre Orijuela e Pedro Rocha saiu um gol para o Cruzeiro, porém o VAR anulou devido a uma falta no início do lance. O gol não saiu, mas a confusão já estava armada, o lance esquentou e rendeu uma expulsão para cada lado, Alerrandro e David voltaram mais cedo para o vestiário.

Aos 47′ Patric acertou um chute sensacional, uma pedrada de fora da área, sem chance nenhuma para o goleiro. Porém o tempo de jogo acabou antes do Atlético conseguir mais um gol, que levaria a partida para os pênaltis.

O destaque da equipe alvinegra ficou para Patric que jogou como nunca, correu o campo todo e no final ainda acertou um chute que não furou as redes por pouco. Otero também fez uma grande partida e merecedor de destaque também.

A classificação ficou pelo primeiro jogo e o copeiro cruzeiro se garantiu para a próxima fase. Ambos os times saíram de campo sendo aplaudidos pela torcida, merecido.

Bahia x Grêmio

O Grêmio venceu o Bahia por 1×0 na Arena Fonte nova em Salvador e garantiu sua vaga para a semi final da Copa do Brasil. Os 45′ iniciais não deixaram dúvidas da importância que a partida representava para as duas equipes.

A exemplo da partida de ida, o jogo repetiu a dose de nervosismo e cada disputa de bola possuía uma carga extra de intensidade em um estádio que bateu recorde de público desde sua reinauguração para a copa de 2014.

O Grêmio assumiu o controle da partida desde o pontapé inicial, possuindo a posse de bola na maior parte do tempo, mas sem criar chances.

A primeira jogada de perigo da partida veio por parte do Bahia, aos 25′ dos pés de Lucas Fonseca, que chutou forte, mas o goleiro gremista fez uma boa defesa.

O Bahia continuou apostando nos contra-ataques e o Grêmio com a posse de bola. Aos 34′ goleiro Douglas ligou rapidamente com Arthur que chutou bem, mas a bola saiu a esquerda do gol de Paulo Victor.

A primeira boa chance do time gaúcho foi aos 42′ em uma jogada que começou em Jean Pyerre e terminou com um chute de André muito bem defendido por Douglas.

O segundo tempo voltou com a emoção ainda maior, o Bahia foi pra cima e teve uma boa chance com o atacante Gilberto, porém no arranque ele foi desequilibrado por Bruno Cortez e não conseguiu concluir a jogada.

Aos 18′ Matheus Henrique mandou para Alisson que driblou o primeiro e chutou no meio de dois, deixando o placar em 1×0 para o Grêmio. O jogo que já estava bom para os gaúchos ficou ainda melhor. Alisson foi derrubado na entrada da área e o juiz marcou pênalti.

Porém, depois de checar o VAR, o árbitro corrigiu a marcação que foi fora da área. No lance o defensor do Bahia Moisés foi expulso. O Bahia não se abalou e continuou jogando para ganhar. Teve uma chance com Fernandão aos 38′ em uma cabeçada.

O VAR ainda apareceu aos 44′ por uma suposta penalidade a favor de Grêmio, mas acabou que o arbitro deu tiro de meta.

Na próxima fase o Grêmio pega o Athletico-PR que promete mais um jogo emocionante.

Internacional x Palmeiras

O Inter pegou o Palmeiras no Beira Rio, Porto Alegre e venceu por 1×0 a partida, o que evou a decisão para os pênaltis emocionantes que rendeu a vitória para o time gaúcho.

No primeiro tempo o Inter foi acelerado, tendo boas chances de gols, aos 11′ com um chute de Rodrigo Moledo e aos 26′ com Paolo Guerrero, ambas as finalizações foram muito bem defendidas por Weverton.

O Palmeiras foi muito inferior e não conseguiu emplacar nenhum contra-ataque. O verdão teve espaço e chances, porém não soube aproveitar a vantagem e aos 40′ tomou o gol.

Patrick pegou a bola na entrada da área e bateu, com o desvio de Luan a redonda encobriu o goleiro e deixou tudo igual entre as equipes. O Palmeiras ainda teve a chance do empate aos 42′ com Dudu, mas Marcelo Lomba fez uma ótima defesa.

No segundo tempo, ainda bem no início aos 7′, Nico López mandou uma bomba no goleiro alviverde, no rebote novamente Nico finalizou e o Weverton pegou de novo.

Apesar das oportunidades, o jogo caiu muito, o Inter tentou com Sóbis e Nonato, mas nada efetivo. Aos 36′ Felipe Melo caiu na área e o juiz deu pênalti, porém após a checagem no VAR o árbitro anulou a marcação.

Aos 47′ Cuesta marcou de cabeça e os torcedores foram ao delírio, mas novamente em ação o VAR sugeriu a checagem do lance e o gol foi anulado devido a uma falta em Felipe Melo.

Antes de anular, D´Alessandro teve uma discussão que rendeu sua expulsão, a partir de então o Inter jogava com 10.

Aos 55′ Carlos Eduardo cabeceou e passou muito perto, mas a decisão seria levada aos pênaltis.

Em uma disputa emocionante, com uma defesa de cada goleiro, a classificação ficou com o Internacional depois da cobrança no travessão de Moisés.

Flamengo x Athletico-PR

No confronto da ida o jogo terminou em empate por 1×1 e no Maracanã o placar fechou o tempo regulamentar em 1×1 novamente. A decisão foi levada para os pênaltis e terminou em vitória e consequente classificação do Furacão para a próxima fase.

Na disputa entre os rubro-negros, o carioca foi superior no primeiro tempo, finalizou mais e teve mais chances reais e até contou com uma bola na trave de Lincoln.

A saída de Arrascaeta aos 13′ fez a equipe se abater um pouco, mesmo tendo a maior posse de bola. O uruguaio sentiu fortes dores na coxa direita, obrigando-o a deixar a partida.

Os cariocas voltaram melhor na segunda etapa, mas a noite era paranaense. Aos 16′ saiu o primeiro gol da partida, Vitinho fez uma boa jogada e cruzou, Everton Ribeiro ajeitou de cabeça e Gabriel bateu de primeira para a festa dos flamenguistas.

O Flamengo saiu mais para o jogo, o que o deixou mais vulnerável. Em busca do segundo gol, aos 31′ depois de um erro no campo de ataque, o furacão aproveitou a oportunidade e saiu no contra-ataque. Bruno Nazário buscou Rony que disparou até encontrar o gol, deixando tudo igual.

Depois do gol o Athletico mudou a forma de jogo, foi mais incisivo e teve a maior posse de bola, por pouco não decidiu nos 90′ com um chute de Rony de fora da área, mas o placar ficou igual, a decisão seria nos pênaltis.

Na cobrança de pênaltis Santos deu um show e defendeu duas, Everton Ribeiro e Diego pararam em Santos, além das duas defesas Vitinho desperdiçou e mandou por cima do gol.

Apesar de Bruno Nazário ter perdido a cobrança, nada segurou o furacão que está com a vaga garantida para a semi final

E você? O que achou das quartas de final da Copa do Brasil? Seu time d coração passou? Aproveita e escale seu time para as próximas rodadas