Separamos 10 goleadas da era dos pontos corridos que entraram para a história do Brasileirão

1 – Atlético 6 x 1 Flamengo

Em 2004, Atlético e Flamengo se enfrentaram e o resultado final foi 6 bolas buscadas no fundo das redes do Flamengo. A partida foi jogada no Ipatingão em Ipatinga, MG no dia 14 de novembro de 2011.

O Jogo contou com gols de Zé Antônio, Márcio Mixirica, Renato, Wagner e dois de Alex Mineiro. O Mengão conseguiu fazer um com Jean, que claramente não foi suficiente.

O Atlético marcou dois no primeiro tempo e um no início do segundo. Depois, o Flamengo fez seu gol de honra e diminuiu a diferença para 3×1, ensaiando uma reação. Mas depois de ter o jogador Júnior Baiano expulso, o time carioca não conseguiu segurar o time da casa e o galo mineiro fez mais três pra fechar a partida.

2 – Corinthians 7 x 1 Santos

Em 2005, em um dos clássicos paulistas, o timão cravou sete gols no peixe. A partida ocorreu no dia 06 de novembro de 2005 no Pacaembu, São Paulo.

O jogo, válido pela 37ª rodada do brasileirão, começou com um gol do timão que saiu dos pés de Rosinei. Geílson até marcou para o Santos e empatou o placar, mas a partida era do Corinthians. Carlos Tevez fez três, Nilmar dois e o volante Marcelo Mattos completou a goleada aos 45′ do segundo tempo em uma cobrança de falta.

Vale lembrar que em 1932, o Santos goleou o Corinthians por um placar igual.

3 – Figueirense 6 x 1 Palmeiras

Em 22 de abril de 2006, o Figueirense marcou seis vezes contra apenas um do Palmeiras na segunda rodada do Brasileirão, no Estádio Orlando Scarpelli, Florianópolis.

Na partida, marcaram Carlos Alberto (1), Vinicius Fininho (1), Schwenck (2) e Soares (2), contra um gol de Washington para o Palmeiras.

O time goleador vinha de um empate com o Santa Cruz e quitou a dívida com a torcida com uma das maiores goleadas do Brasileirão de todos os tempos.

4 – Náutico 5 x 0 Athletico-PR

No Brasileirão de 2007, no dia 29 de setembro, o Náutico recebeu o Athletico-PR no Estádio dos Aflitos, Recife, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro e venceu a partida com o saldo de cinco a zero sobre o rival.

Aos 3′ o Náutico abriu o placar com Marcelinho, aos 20′ ampliou com Acosta, aos 31′ Felipe decretou a goleada. No segundo tempo, aos 33′ Felipe marcou de novo, e para finalizar a festa, nos acréscimos Djair, que havia acabado de entrar, fez o último.

5 – Figueirense 1 x 7 Grêmio

No dia 24 de julho de 2008, no estádio Orlando Scarpelli (Florianópolis), o Grêmio goleou o Figueirense por 7×1, o que levou o time vitorioso ao topo da tabela.

A partida teve gols de Perea e Reinaldo (três cada) e mais um de Marcelo, todos pelo Grêmio. O gol de honra do Figueirense saiu dos pés de Cleiton Xavier.

A partida histórica é calorosamente lembrada pelos torcedores do tricolor, enquanto aqueles que torcem pro figueira tentam esquecer a derrota.

6 – Coritiba 5 x 0 Flamengo

Em 12 de julho de 2009, o Coritiba balançou as redes cinco vezes contra o Flamengo no Couto Pereira, Curitiba.

Com gols de Marcos Aurélio e Leo, dois de Bruno Batata e um contra de Wellington, o coxa fechou o placar contra o Flamengo em casa, eternizando a partida.

A partida ainda foi quente: o árbitro da partida expulsou três jogadores, um do Flamengo e dois do Coxa.

No Flamengo quem foi pro vestiário mais cedo foi o volante Airton, que discutiu com o atacante Ariel do Coritiba, que também foi expulso. No final do jogo o zagueiro do Coxa, Felipe, recebeu o segundo amarelo e o gigante de Curitiba conseguiu segurar o placar com nove em campo.

7 – Cruzeiro 6 x 1 Atlético

Na última rodada do brasileirão em 2011, a raposa marcou seis vezes contra o galo no clássico mineiro. O jogo ocorreu na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, no dia 04 de dezembro.

O Cruzeiro, pressionado pelo risco do rebaixamento, precisava ganhar do maior rival para conseguir permanecer na elite do futebol brasileiro. A partida histórica teve gols de Roger, Leandro Guerreiro, Anselmo Ramon, Fabrício, Wellington Paulista e Everton. Réver marcou para o Atlético.

O jogo foi quente e rendeu duas expulsões – uma para cada lado. Na raposa, quem foi embora mais cedo foi o atacante Wellington Paulista e no galo o zagueiro Werley é quem recebeu o cartão vermelho.

8 – Goiás 6 x 0 Palmeiras

Em 2014, no dia 21 de setembro, no Serra Dourada (Goiânia), o Goiás teve um desempenho histórico e goleou o Palmeiras por 6×0 pela 23ª Rodada do Brasileirão.

A partida teve a maioria dos gols no primeiro tempo. Ramon marcou aos 7′, Esquerdinha aos 11′, David aos 27′ e Thiago Mendes aos 36′. No início do segundo tempo, aos 4′ Thiago Henrique aumentou e, para fechar, aos 45′ do segundo tempo Wellinto Júnior marcou a última vez.

Com o resultado dessa rodada, o Palmeiras permaneceu na lanterna do campeonato daquele ano, enquanto o Goiás alcançava a 10ª colocação.

9 – Grêmio 5 x 0 Internacional

No clássico gaúcho, em 2015 o Grêmio goleou o Inter por 5×0. No 407º embate entre as equipes, o Grêmio retornou ao G4 do Brasileirão.

O jogo, no dia 09 de agosto, na Arena Grêmio (Porto Alegre) teve gols de Giuliano, Luan Guilherme, Luiz Fernando e um contra de Réver. A festa Tricolor no gaúcho foi garantida e a goleada sobre o maior rival trouxe um gás maior para a equipe que terminou o campeonato na 3ª colocação.

10 – Corinthians 6 x 1 São Paulo

Na 36ª rodada do Brasileirão de 2015, num clássico paulista, o Corinthians, que na época já era matematicamente campeão, goleou o rival tricolor com o time reserva.

A partida, que ocorreu no dia 22 de novembro, na Arena Corinthians, teve gols de Bruno Henrique aos 26′, Romero aos 28′ e Edu Dracena nos 45′ do primeiro tempo. Na etapa complementar, Lucca marcou aos 61′ e Cristian Baroni anotou mais um de pênalti aos 76′.

O único gol do São Paulo saiu aos 70′ dos pés de Carlos Andrade, porém a reação ínfima do São Paulo não levou nenhuma preocupação ao timão, que fez uma bela partida e foi muito superior.

Qual goleada você considera histórica? Comente seu palpite! Não deixe de escalar seu time!