O Prêmio Puskás é dado para o jogador que marcou o gol mais bonito do ano em uma competição oficial da FIFA.

O Prêmio foi criado em 2009 e leva o nome em homenagem a Ferenc Puskás Biró. O jogador ficou conhecido por sua carreira no Real Madrid e na Seleção da Húngria. Durante sua carreira, marcou 512 gols em 528 partidas, sendo considerado o maior goleador do século XX.

Não são muitos os critérios para que um gol seja considerado para o prêmio. Como citado anteriormente, ele deve ser feito em uma partida de alguma competição oficial da FIFA, não pode ser resultado de sorte ou erros do adversário, deve apoiar o fair play e, claro, deve ser um belo gol.

O primeiro vencedor do prêmio foi Cristiano Ronaldo em 2009 , quando ainda jogador do Manchester United marcou um golaço contra o Porto, na Champions League 2008/09.

O prêmio que completou 10 anos nesta edição, e premiou 11 jogadores até então. Entre os premiados estão dois brasileiros: Neymar e Wendell Lira.

O primeiro ganhou ainda quanto defendia o Santos, em 2011. O gol que levou o prêmio foi válido pelo Campeonato Brasileiro em uma partida entre Santos e Flamengo.

Wendel Lira levou o prêmio em 2015, superando Lionel Messi e Alessandro Florenzi. O gol aconteceu no Campeonato Goiano de 2015 em uma partida entre Atlético-GO x Goianésia. O jogador da Goianésia se livrou bem da marcação e mandou de costas para o gol.

Este ano quem levou a melhor foi Daniel Zsóri, o jovem de apenas 18 anos fez sua estreia no campeonato em grande estilo. Faltando 10 minutos para o final da partida, seu time, o Debrecen VSC, perdia por 1×0 para o adversário Ferencvaros.

O técnico chamou Daniel, que saiu do banco de reservas e foi para campo. Seu companheiro de equipe, Daniel Tozser empatou logo depois da sua entrada.

Nos minutos finais Adam Bodi cruzou para a grande área, Szóri mandou uma bicicleta perfeita, indefensável. Se não bastasse marcar um golaço na sua esteia, o atleta ainda levou o prêmio de gol mais bonito de 2019, superando Lionel Messi e Juan Quintero.

Realmente uma verdadeira pintura, né? Daqueles gols que dificilmente ele vai fazer de novo.

Qual o gol mais injustiçados nas eleições do Prêmio Puskás para você? Diz aí nos comentários!

E só para não perder o costume: não esqueça de escalar seu time!