Entrar para a Seleção de futebol do seu país de origem é um privilégio para poucos, mas nem sempre os convocados são os melhores. Confira a lista dos piores jogadores que já vestiram a amarelinha.

Goleiros

Doni

O goleiro, que já teve passagem por times como Corinthians, Santos Liverpool e Roma, foi o convocado para integrar o esquadrão na Copa de 2010., que acabou na eliminação do Brasil para a Holanda nas quartas de final. O goleiro até teve um destaque na Copa América de 2007 ao defender um pênalti, porém passou longe de ter o desempenho esperado de um goleiro da Seleção.

Muralha

Em 2016 o técnico da Seleção, Tite, convocou Muralha para as eliminatórias da Copa do Mundo 2018. Apesar de ter se destacado na chegada ao Flamengo, o que lhe rendeu a convocação, o jogador perdeu espaço após inúmeras falhas e foi massacrado pelas críticas.

Laterais Direitos

Zé Carlos

O jogador foi convocado para integrar a seleção no Mundial de 1998. Apesar de ter ficado a maior parte do tempo no banco, com a suspensão de Cafu ele jogou contra a Holanda na semifinal. A partida terminou empatada e nos pênaltis o Brasil se sobressaiu, porém o desempenho de Zé Carlos nem tanto.

Belletti

O lateral jogou em muitos times grandes. No Brasil defendeu o Fluminense e o Cruzeiro, na Europa vestiu a camisa do Barcelona e do Chelsea. Apesar de ter jogado em times de muita expressividade, o jogador foi considerado um dos piores convocados para a Seleção.

Zagueiros

Odvan

O zagueiro até se destacava no Vasco, porém pela Seleção não apresentou um futebol de qualidade. Defendeu a Seleção na Copa América e na Copa das Confederações, ambas de 1999.

Durval

Durval jogava no Santos quando foi convocado por Mano Menezes em 2012. O jogador tem um jogo e um título pela Seleção, de Superclássico das Américas em 2012.

Fabiano Eller

O zagueiro teve passagens por grandes clubes, como: Vasco, Palmeiras, Flamengo, Fluminense Atlético de Madrid e Santos. Em 2005 foi convocado para a seleção Brasileira, onde jogou apenas uma partida, a de despedida de Romário, depois disso nunca mais foi convocado.


Laterais Esquerdos

Cortez

O jogador subiu de um time pequeno do Rio de Janeiro para o Botafogo, em poucos meses foi convocado para a Seleção Brasileira. Jogou apenas um jogo e teve um bom desempenho, porém nunca mais foi selecionado.

Geferson (Inter)

O lateral se formou nas categorias de base do Inter e ganhou a titularidade depois que Fabrício deixou o clube. Com menos de 6 meses depois da sua estreia no time principal colorado, foi convocado para disputar a Copa América para o substituir Marcelo, cortado por problemas na coluna. Ninguém esperava a convocação, nem mesmo o jogador.

Douglas

Mano Menezes convocou Douglas para um amistoso contra a Argentina. O lateral saiu do banco de reservas e, nos acréscimos da etapa complementar, perdeu uma bola que resultou no gol da vitória dos hermanos. Nunca mais foi visto com a amarelinha.

Meio

Fabio Rochemback

O volante jogou no Barcelona, no Sport Lisboa, no Inter, no Grêmio. Nunca foi um grande jogador, mas conseguiu se destacar o suficiente para ser convocado. Pela Seleção também não fez muito, foi convocado em 2002 e foi relacionado para apenas 7 partidas.

Leomar

O jogador além de ter levado a fama de mau jogador, ainda foi envolvido em um escândalo no que diz respeito a sua convocação. O presidente do Sport, clube pelo qual o volante jogava na época, teria pago Emerson Leão, o técnico da Seleção para convocar Leomar para a Copa das Confederações em 2001.

Gabiru

Gabiru é uma figura icônica do futebol brasileiro por ter marcado o gol que deu ao Inter o título do mundial de clubes em 2006 (em cima do Barcelona de Ronaldinho Gaúcho!). 3 anos antes, suas atuações pelo Athletico-PR lhe renderam uma chance na seleção, mas Adriano fez 2 jogos bastante apagados e não voltou mais.

Carlos Alberto

Entre 2003 e 2005, o meia atuou pela seleção em 5 oportunidades. Apesar do bom desempenho no Fluminense e no Porto (marcando até gol em final de Champions), Carlos Alberto sentiu o peso da amarelinha e não rendeu bem pela seleção principal.

Atacantes

Leandro Damião

Mais um jogador que foi para a seleção por causa das boas atuações no Inter. Depois de 40 gols em 53 jogos na temporada 2011, Damião teve sua chance nas seleções sub-23 e principal. Entretanto, não conseguiu reproduzir as boas atuações e participou de apenas 4 gols em 17 jogos.

Afonso

Afonso atingiu o apse da carreira quando jogava pela Holanda. Chegou a ser artilheiro do campeonato nacional e jogou a Copa América de 2007. Mesmo com o título, suas atuações ruins fizeram dele um dos destaques negativos da tão questionada lista de convocados de Dunga.

Você com certeza não cometeria erros assim na hora de convocar sua seleção, não é mesmo? Aproveite seus conhecimentos e escale seu time!