Que tudo muda não é novidade para ninguém, mas você sabe quais são as mudanças mais recentes nas regras do futebol? Confira!

Em março deste ano, um pacote de modificações de regras foi aprovado e entrou em vigor em 1º de junho. Algumas regras já são velhas conhecidas, outras nem tanto.

Substituições

A regra foi amplamente discutida e muitos já conhecem. Antes, os jogadores que forem substituídos precisam ir até o centro, a não ser que o árbitro autorize o atleta.

Agora, com o intuito de acelerar o jogo, os jogadorem deverão sair pela linha mais próxima, a não ser que o árbitro autorize a saída por outro lugar.

Antes do pacote de mudanças ser aprovado, mais uma regra a respeito da substituição foi adicionada. Agora, caso o jogo se estenda para a prorrogação, cada time tem direito a mais uma substituição, totalizando quatro.

Pênalti

Em relação aos pênaltis tivemos duas mudanças: uma para os goleiros e outra para os cobradores.

Os goleiros agora não precisam ter os dois pés na linha no momento da cobrança, mas apenas um. Essa mudança foi feita com o intuito de aumentar o impulso do goleiro e, dessa forma, aumentar a chance dele chegar aos cantos do gol.

Quanto aos cobradores, o que mudou foi que agora, caso o jogador necessite de atendimento médico, ele poderá ser atendido dentro do próprio campo de jogo e, depois disso, cobrar a penalidade.

Cartões

Anteriormente, a comissão técnica estava sujeita apenas a advertência ou expulsão, com a nova regra, os membros também ficam sujeitos a cartões amarelos.

Em muitos campeonatos, assim como para os jogadores, uma sequência de amarelos ou um vermelho pode render a suspensão para a próxima partida.

Fair Play

Agora, a bola ao chão não terá mais disputa. O árbitro devolverá a redonda para o último jogador a toca-lá antes da paralisação.

Caso o lance ocorra dentro da área, o goleiro ficará com a bola. A mudança surgiu como a solução para que os jogadores não utilizem a desculpa do fair play para devolver a bola para o adversário longe do local da paralisação.

Comemoração

Alguns jogadores foram punidos por comemorar um gol que foi invalidado pelo VAR depois da revisão do lance. Havia dúvida se a anulação do gol anularia também a punição pela comemoração, mas agora está definido que não.

Tiro de Meta

Agora os jogadores podem dar continuidade na partida mesmo estando dentro da área após a cobrança do tiro de meta, ou seja, não é mais necessário esperar a bola cruzar o espaço demarcado para tocá-la.

Bola na mão

Anteriormente, o toque na mão sem intenção era um lance interpretativo do árbitro, podendo este marcar ou não a falta. Agora com a mudança, todo toque na mão será considerado faltoso. Isso ocorreu para deixar esse tipo de lance menos interpretativo e, portanto, menos polêmico.

Em determinados casos pré estabelecidos, como braço junto ao corpo, proximidade entre os jogadores e velocidade do chute o juiz é aconselhado a não marcar a falta.

Barreira

Agora os jogadores do time adversário terão de ficar a pelo menos um metro da barreira. A mudança foi feita para impedir que os jogadores detentores da cobrança atrapalhem aqueles que estão ali para impedir o chute.